h1

Brasil e Argentina firmam acordo para desenvolvimento de energia nuclear

4 de agosto de 2010

Blog do Planalto
Terça-feira, 3 de agosto de 2010 às 17:59

Brasil e Argentina firmam acordo para desenvolvimento de energia nuclear

Os governos do Brasil e da Argentina anunciaram nesta terça-feira (3/8), após reunião bilateral realizada em San Juan, acordo para desenvolvimento de energia nuclear para fins pacíficos. O anúncio foi feito em entrevista coletiva pelos presidentes Lula e Cristina Kirchner no auditório do Centro Cívico da província, após realização da 39a. reunião de Cúpula do Mercosul. Os dois países firmaram ainda compromisso para a realização de obras que permitirão o incremento na geração de energia elétrica.

O Brasil reconheceu ainda a soberania da Argentina sobre as Ilhas Malvinas, arquipélago que hoje está sob controle da Inglaterra.

O presidente Lula voltou a comemorar o resultado da reunião do Mercosul na Argentina, lembrando que os acordos firmados são uma resposta firme às pessoas que, no passado, mostravam-se céticas quanto ao poder do bloco econômico. Lula disse que a única demanda que não foi fechada na gestão de Cristina Kirchner à frente da presidência pró-têmpore do Mercosul foi o acordo comercial com a União Européia.

¨Espero que nestes cinco meses que temos pela frente consiga fechar o acordo com o companheiro Sarkozy [Nicolas Sarkozy, presidente da França e da UE]¨, disse o presidente brasileiro.

Ouça a íntegra da entrevista coletiva:

Baixar arquivo mp3

Lula e Kirchner destacaram também o acordo aduaneiro no âmbito do Mercosul que prevê o fim da cobrança da Tarifa Externa Comum (TEC), a partir de 2012, na origem e no destino do produto. Há anos, segundo Lula, a medida vinha sendo tentada, mas sem sucesso.

O presidente brasileiro também retomou na entrevista o tema iraniano, que mencionara em seu discurso na sessão de trabalho do Mercosul um pouco antes. Os jornalistas questionaram Lula sobre a relação com o país persa em relação à produção de energia nuclear e na questão da cidadã iraniana que foi condenada à pena de morte. O presidente lembrou toda a negociação feita em parceria com a Turquia para que o Irã aceitasse um acordo com a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) e frisou que tem por princípio respeitar a autonomia de cada país. Afirmou ainda que na última sexta-feira, em comício realizado em Curitiba (PR), manifestou interesse em receber no Brasil a mulher condenada pelas autoridades iranianas, num pedido humanitário, não político.

 

http://blog.planalto.gov.br/brasil-e-argentina-firmam-acordo-para-desenvolvimento-de-energia-nuclear/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: